A EPIDEMIA DE OBESIDADE E AS DCNT Causas, custos e sobrecarga no SUS

a epidemia de obesidade

Neste trabalho, apresentamos um breve contexto da epidemia da obesidade no Brasil e no mundo. Mostramos que, com a população cada vez mais exposta aos alimentos ultraprocessados, temos um cenário agravante de custos atrelados ao cuidado e ao tratamento de doenças crônicas não transmissíveis associadas à obesidade.

Nosso estudo aponta que, aproximadamente, R$ 1,5 bilhão (22%) dos R$6,8 bilhões de reais gastos no Sistema Único de Saúde com o tratamento de doenças crônicas não transmissíveis são atribuíveis à epidemia de obesidade.

Identificação e controle das causas populacionais da obesidade devem ser prioridade da ação dos gestores. Dentro de um contexto de epidemia, escolhas individuais têm pouca relevância enquanto permanecem limitadas a um cenário de mudança do sistema alimentar. Se os fatores determinantes do aumento da prevalência da obesidade são populacionais, a estratégia de prevenção precisa ser social e coletiva, por meio de políticas públicas que promovam uma alimentação saudável, sustentável e que respeite a cultura alimentar brasileira.

Saiba mais sobre nossa pesquisa acessando o link abaixo:

A EPIDEMIA DE OBESIDADE E AS DCNT

Artigos Relacionados - Notícias

09 Ago 2023 09:38

Área de conhecimento: Saúde Coletiva

Título do projeto: Redução [ ... ]

Notícias
20 Ago 2020 00:12

descreve o perfil dos programas de prevenção ao uso de drogas em amostra probabilística [ ... ]

Notícias
10 Ago 2020 14:48

56,4% de adultos da cidade de São Paulo são mais suscetíveis a complicações [ ... ]

Notícias

© 2013 - 2024. Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Campus São Paulo - Rua Botucatu, 740 - 4º andar - sala 02 - Vila Clementino, São Paulo - SP - ppg.saudecoletiva@unifesp.br

Faceboonk Instagram Youtube

Please publish modules in offcanvas position.